Notícia

Armindo Costa assinala 25 anos de presença em Cabo Verde

O primeiro-ministro de Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva, e o ministro da Indústria, Comércio e Energia, Alexandre Dias Monteiro, são dois dos convidados do empresário português Armindo Costa no jantar comemorativo dos 25 anos da presença do grupo de calçado ACO na ilha de São Vicente, que vai decorrer no próximo sábado, 15 de Setembro, a partir das 19h00, no Hotel Porto Grande, em Mindelo.
Com 80 anos, Armindo Costa, que em 1975 fundou a ACO – Fábrica de Calçado, empresa líder em Portugal no segmento do calçado de conforto, e que, entre 2002 e 2013 foi presidente do Município de Vila Nova de Famalicão, a sua terra natal, ainda lidera o projeto empresarial, agora com o apoio dos filhos, Fernando Costa e Paula Costa, e de um dos netos, Diogo Costa.
Em 1993, Armindo Costa escolheu Cabo Verde para investir na internacionalização da ACO – Fábrica de Calçado, nascendo, assim, a ICCO – Indústria de Componentes e Calçado Ortopédico, que colocou o Mindelo e a ilha de S. Vicente na rota das exportações do calçado de conforto. Hoje, a ICCO gera riqueza para a sociedade cabo-verdiana, proporcionando emprego e integrando a lista restrita dos grandes contribuintes para as Finanças do país.
“A celebração destes 25 anos de trabalho, cooperação e sucesso vai acontecer com um jantar-convívio a realizar no próximo dia 15 de Setembro, a partir das 19h00, no Hotel Porto Grande, em Mindelo, que será um encontro fraterno com os nossos parceiros e colaboradores”, afirma Armindo Costa, orgulhoso e feliz.
“Estamos a gerar riqueza para a sociedade cabo-verdiana, consolidando a presença da ACO em Portugal e no mundo”, afirma Armindo Costa, fundador e administrador da ICCO, adiantando que integrar o grupo dos grandes contribuintes de Cabo Verde é motivo “de orgulho, como investidor e empresário, pela boa gestão dos recursos, mas também motivo de responsabilidade perante a comunidade de S. Vicente e de Cabo Verde”.
A empresa que Armindo Costa fundou em Cabo Verde há 25 anos é participada em 98% pela portuguesa ACO – Fábrica de Calçado SA, com sede em Vila Nova de Famalicão, no Norte do país, da qual o empresário é fundador e presidente.
A fábrica cabo-verdiana começou a laborar em 1993, depois de os seus trabalhadores recrutados em Cabo Verde, a maioria do sexo feminino, terem recebido formação profissional na fábrica-mãe, em Portugal.
Na ICCO, são produzidos componentes para calçado de conforto, que correspondem a 55 por cento do processo produtivo. O transporte para Portugal – onde a produção é finalizada –, é feito por via aérea, o que garante o cumprimento dos prazos de entrega nos mercados internacionais.
Fundado em 1975, o grupo ACO Shoes emprega um total de 810 pessoas em três fábricas: 400 na empresa-mãe, em Vila Nova de Famalicão; 160 na ECCO Conforto, em Ponte de Lima; e 250 na ICCO, em Cabo Verde.
Anualmente, o grupo ACO, que é líder nas exportações portuguesas de calçado de conforto, produz 1,5 milhões de pares de sapatos, gerando um volume de negócios na ordem dos 35 milhões de euros.
O calçado do grupo ACO é vendido em 37 países: África do Sul, Alemanha, Arábia Saudita, Áustria, Austrália, Bélgica, Bielorrússia, Canadá, Dinamarca, Emirados Árabes Unidos, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, EUA, Estónia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Inglaterra, Irlanda, Israel, Japão, Letónia, Lituânia, Noruega, Polónia, Portugal, Quirguistão, República Checa, Roménia, Rússia, Suécia, Suíça, Turquia e Ucrânia.

Data de Publicação:
Voltar à Página Anterior



Siga-nos

Publicidade




Últimas


Hospital para criação de Clínica inovadora

PASSEIO PELO CAMPO

ENGENHO CELEBRA DIA MUNDIAL DA ALIMENTAÇÃO