Voltar à Página Anterior

Famalicão associa-se à Hora do Planeta

No próximo sábado, 30 de março, entre as 20h30 e as 21h30, vários edifícios públicos do concelho de Vila Nova de Famalicão vão ficar às escuras. O município associa-se, desta forma, ao apagão mundial da Hora do Planeta, uma iniciativa promovida pela World Wide Found for Nature (www.wwf.pt), uma das mais conhecidas Organizações Não Governamentais ambientalistas do mundo e pela Associação Nacional de Municípios Portugueses
Na cidade conta-se o edifício dos Paços do Concelho, a Casa das Artes e jardim envolvente, a Casa da Cultura e Largo dos Eixidos, a Casa da Juventude e o Palacete Barão da Trovisqueira onde está instalado o Museu Bernardino Machado. A estes equipamentos junta-se ainda o Centro de Estudos Camilianos, em S. Miguel de Seide, e a Casa do Território que ficarão iluminados apenas com a luz das estrelas.
A iniciativa representa uma ação simbólica à qual a Câmara Municipal de Famalicão se associa, alertando a população sobre a ameaça das mudanças climáticas. O objetivo é encorajar e incentivar todos os famalicenses a refletirem sobre esta problemática, começando por desligar as suas luzes por uma hora no próximo dia 30 de março.
A iniciativa que foi promovida pela primeira vez, em 2007 na cidade australiana de Sidney tem como principal objetivo alertar a população para a necessidade do Planeta ter essa Hora para respirar, para descansar, para se regenerar. Assim, encorajando as empresas, governos e cidadãos a desligarem as luzes por uma hora, deu-se um grito de alerta e criou-se uma plataforma de ação para todos os que estão interessados e atentos a questões que envolvem a luta contra as alterações climáticas e a defesa do nosso Planeta, permitindo uma redução na emissão de gases de efeito de estufa.

 
Data de Publicação: Voltar à Página Anterior


Siga-nos

Publicidade


Última Edição!