Voltar à Página Anterior

Famalicense Tiago Reis no pódio da Baja TT do Pinhal

Tiago Reis e Valter Cardoso concluíram a Baja TT do Pinhal, prova de abertura do Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno, na terceira posição da geral, depois de uma prova onde sofreram alguns contratempos que os impediram de lutar pela vitória final.
Depois de na primeira etapa ter perdido mais de vinte minutos, com a quebra da correia do alternador que obrigou uma paragem ao quilometro 62 do Sector Selectivo e a cair para o 21º posto, a dupla do Mitsubishi Racing Lancer encetou uma excelente recuperação e no final do dia já tinha subido ao 10º lugar da geral. “Entramos muito bem na prova, mas a dada altura sentimos que o carro tinha algum problema. Tivemos de parar para substituir a correia do alternador e a partir daí fizemos o que tínhamos que fazer para recuperar o máximo de lugares possíveis”, disse Tiago Reis na chegada à Sertã, após concluído o primeiro dia de prova.
Na segunda etapa e com quase 300 quilómetros para disputar, Tiago Reis desde cedo se mostrou um dos pilotos mais rápidos, e rubricou o melhor tempo na passagem pelo primeiro ponto de cronometragem. A partir dessa altura, e devido ao pó que encontrou de um concorrente que seguia à sua frente e que não conseguiu ultrapassar, o famalicense perdeu algum tempo, mas sobretudo correu riscos que considera “serem perfeitamente desnecessários numa situação que a entidade federativa deveria ter mais atenção. É demasiado perigoso andar imensos quilómetros sem visibilidade”, explicou o famalicense.
Encurtado em quase 70 quilómetros, devido a um incêndio, o derradeiro sector selectivo permitiu, ainda assim, que Tiago Reis e Valter Cardoso conseguissem subir até ao derradeiro degrau do pódio. “Fizemos os trinta e oito quilómetros a ritmo forte e conseguimos vencer este último sector. Estamos satisfeitos com o ritmo que apresentamos nesta primeira prova e o terceiro posto final acaba por ser muito bom dados os percalços que sofremos. Saímos daqui muito confiantes para a próxima prova”, afirmou na chegada a Vila Velha do Rodão, o piloto do Team Transfradelos.
Edgar Reis não foi feliz
Edgar Reis, que foi acompanhado por Paulo Marques, não foi feliz na prova de abertura da temporada, sendo obrigado a abandonar devido a problemas mecânicos no Mitsubishi Pajero quando ocupava a terceira posição entre os concorrentes do grupo T8 e a décima primeira posição da geral.
O CPTT regressa entre 12 e 14 de Abril com a realização da Baja de Loulé
Data de Publicação: Voltar à Página Anterior


Siga-nos

Publicidade


Última Edição!